Anuncios

Suco de couve e maçã para combater a dor nos ossos - Artrite e Artrose


Suco de couve e maçã para combater a dor nos ossos da artrite e artrose

O suco de couve é um excelente remédio caseiro para dor nos ossos, pois ele é rico em cálcio que, além de fortalecer os ossos, ajuda a diminuir as dores e a sarar as fraturas mais rapidamente e por isso é especialmente indicado em caso de artrite, artrose, osteoporose, reumatismo e Doença de Paget, uma doença que enfraquece os ossos e facilita as fraturas.
Esse remédio caseiro também é ideal para praticantes de esportes e para crianças que ainda estão com os ossos em formação.

Veja como preparar o suco de couve com maçã

Ingredientes

  • 2 maçãs
  • 2 folhas de couve
  • Suco de 1 laranja ou 1 copo de água

Modo de preparo

Preparar este remédio caseiro basta lavar bem todos os ingredientes e cortá-los em pequenos pedaços. É importante retirar as sementes das maçãs e, posteriormente, adicionar os ingredientes separadamente na centrífuga, para reduzi-los a suco.
Uma outra forma de preparar o suco de couve e maçã é bater todos os ingredientes na varinha mágica ou no liquidificador. O suco deve ser ingerido, pelo menos, 2 vezes ao dia.

XAROPE DE BETERRABA




O xarope de beterraba é um dos medicamentos naturais mais eficientes que já existiu. 


Muito eficaz no tratamento de anemia. da tosse e da pneumonia. 

Além disso, fortalece coração, vesícula biliar e glândulas endócrinas; combate diabetes, obesidade e tumores em geral.

Veja como preparar o xarope.

Ingredientes:
1 beterraba
2 colheres (de sopa) de açúcar

Modo de Preparo:

Cortar a beterraba em fatias e misturar com o açúcar. 
Depois colocar a mistura em um recipiente de vidro e tampar, onde se deve deixar descansar durante 24 horas.
O próximo passo é recolher o suco que se formou. 
Tomar 2 colheres de sopa do xarope de beterraba 3 vezes ao dia. 
Crianças pequenas devem tomar metade dessa dose até diminuir a tosse.

Guarda em recipiente preferencialmente de vidro em local seco e fora do livre de luz.

Persistindo os sintomas aconselha-se a procurar um especialista ou clinico geral para consulta prévia.

Dez alimentos para aumentar a imunidade


Inverno costuma ser tempo de gripes e resfriados que vão e voltam. Para ficar livre dessa onda nada agradável é preciso turbinar o sistema imunológico, consumindo os alimentos certos e evitando outros.

E agora com a pandemia do Corona virus, todos querem se proteger e estar com a imunidade em alta!!


De acordo com a medicina ortomolecular "leite e derivados, açúcar refinado, cafeína, sal, álcool e alimentos industrializados e ricos em gorduras trans podem enfraquecer o sistema imunológico ou deixar a recuperação mais lenta de quem pegou uma doença". A seguir, saiba quais alimentos consumir para dar um up no seu sistema imunológico:




Alho


"Tem função imunoprotetora e uma boa dose de selênio e zinco, nutrientes importantes para evitar gripes, resfriados e outras doenças. Pode ser consumido no tempero das preparações e adicionado cru para temperar o tofu, por exemplo", explica Lucianna Jardim, nutricionista especialista em ciência dos alimentos.

Cebola

Segundo Lucianna Jardim, "a quercitina presente no alimento é um potencializador da função imune, prevenindo doenças virais e alérgicas. Use sempre em temperos ou crua na salada".


Lichia

Rica em vitamina C, auxilia na imunidade e tem propriedades antiinflamatórias. "Recomenda-se o consumo de uma porção (cerca de 100 gramas) por dia", diz a nutricionista Lucianna Jardim.

Gengibre

Lucianna Jardim explica que "o gengibre auxilia nas defesa do organismo porque possui importante ação bactericida, além de boas doses de vitamina B6 e C. Pode ser adicionado no suco (1 colher de sopa de gengibre ralado, duas vezes por dia) ou servir para fazer chá (2 colheres de sopa de gengibre fresco para 1 litro de água)".

Cogumelo shitake

"O shitake é rico em lentinana, nutriente capaz de estimular a produção das células de defesa (macrófagos e linfócitos) e aumentar a imunidade. Utilizado em larga escala na comida japonesa, tem sido cada vez mais prescrito, graças aos seus aminoácidos e função imunoprotetora. Recomenda-se o consumo de cerca de 100g por dia"

Castanha-do-Pará

Segundo Lucianna Jardim, "a castanha-do-Pará é rica em selênio, poderoso antioxidante no combate aos radicais livres, que também turbina o sistema imunológico. Consumir uma ou duas por dia é suficiente para suprir as necessidades diárias de selênio".

Batata yacon

De acordo com a nutricionista, "a batata yacon contém frutooligossacarídeos (FOS) importantes para a saúde intestinal, e consequentemente, para imunidade".

Iogurte natural

"O iogurte natural é rico em lactobacilos com propriedades probióticas, que melhoram a flora intestinal e fortalecem o sistema imunológico. O alimento também ajuda no controle do sobrepeso e obesidade"

Vegetais verde-escuros

Brócolis, couve, couve de Bruxelas, rúcula e espinafre são fontes importantes de ácido fólico e vitaminas A, B6 e B12, que possuem papel na maturação das células imunes, ajudando na resistência às infecções. Estes alimentos também são ricos em ácido fólico, nutriente que participa da formação de glóbulos brancos, responsáveis pela defesa do organismo.

Frutas cítricas

Laranja, acerola, limão, kiwi, e morango são ricas em vitamina C, antioxidantes, fibras, flavonóides e propriedades antiinflamatórias. As frutas cítricas aumentam a imunidade são importantes para a prevenção do câncer e doenças cardiovasculares.




Como controlar a ansiedade ?



A ansiedade é uma emoção normal do ser humano, comum ao se enfrentar algum problema no trabalho, em casa, com stress com filhos, antes de uma prova ou diante de decisões difíceis do dia a dia. No entanto, a ansiedade excessiva pode se tornar uma doença, ou melhor, um distúrbio de ansiedade. Abrindo caminho para outras diversas doenças, tanto pscicológica como física.

Pessoas que sofrem de distúrbios de ansiedade sentem uma preocupação e medo extremos em situações simples da rotina, além de alguns sintomas físicos, o que atrapalha suas atividades cotidianas, já que eles são difíceis de controlar.
A liberação do cortisol também ocorre neste processo, o que traz alguns outros impactos ao corpo, como aumento da gordura corporal, inibição do muco da parede gástrica e trazendo fadiga ao cérebro.
Acima deixamos algumas dicas nas imagens que ajudaram a controlar esse sentimento!

Artigos que você pode gostar!  Banho relaxante para tirar energias negativas! - Dormir bem !


Como as emoções afetam a dor nas costas?


É muito importante cuidar da nossa postura corporal e não sobrecarregar o eixo do nosso corpo, pois isso pode causar dores de cabeça e problemas gástricos, bem como dores nas costas.

Como você sabe, fatores como desgaste ósseo e articular, bem como posturas ruins repetidas, podem causar dor crônica nas costas.
Apesar de todos esses fatores físicos, não devemos negligenciar o impacto que nossas emoções podem ter em todo o nosso corpo.


De fato, estresse, preocupações e ansiedade crônica podem causar uma sobrecarga em nossas costas.
A influência de nossas emoções negativas, tensões e estresse acumulado tem um impacto direto em nossa dor nas costas.

O peso das emoções na dor nas costas

Em muitos casos, longos períodos de estresse, medos reprimidos e ansiedades que não conseguimos administrar levam a distúrbios fisiológicos, como síndrome do intestino irritável ou disfunção da coluna vertebral.
Você certamente está se perguntando como essa relação é possível. É preciso saber que o cérebro tem um impacto considerável em nossa espinha, esse eixo que representa nosso busto.
A noção de coluna refere-se a um suporte vertical que suporta um peso, enquanto o termo vertebral engloba este conjunto incrivelmente complexo de pequenos ossos e articulações, que formam a espinha dorsal que todos os vertebrados têm.
Nossas costas é, na verdade, o eixo mais importante do nosso corpo. É uma espécie de pilar ósseo e muscular, que nos dá vitalidade e resistência.

No entanto, às vezes nós pesamos sobre ele o peso de todas as nossas emoções negativas.
Emoções negativas produzem alterações metabólicas . Isso é algo que temos que levar em conta.
Eles alteram nossos hormônios e a ação de nossos neurotransmissores, aceleram a produção de cortisol no sangue, aumentam nossa freqüência cardíaca e geram mudanças em todos os nossos órgãos.
Esta aceleração geral produzida por emoções negativas, resulta em uma forte tensão muscular, que altera o funcionamento de nossos nervos e nossos ligamentos.
A coluna sofre todas essas variações. Por isso, é muito comum que a dor emocional resulte em dor cervical ou lombar.
No restante deste artigo, veremos como esses problemas emocionais podem afetar nossas costas.

Dor cervical

Dor nas costas não está concentrada apenas na área lombar. De fato, as dores mais frequentes localizam-se nos cervicais.
• Os cervicais vão das vértebras C1 até C7. O primeiro deles é chamado Atlas porque suporta o peso da cabeça e nos dá um bom equilíbrio.
• Para que esta área seja saudável, deve haver equilíbrio e movimentos harmoniosos. É uma região do nosso corpo que precisa de grande flexibilidade muscular, para não se tornar dolorosa.
• Esta área é a mais afetada pelo estresse no trabalho e preocupações diárias. É uma estrutura músculo-esquelética superior, que é muito afetada pelo trabalho e pelas ansiedades de baixa intensidade que ocorrem ao longo do dia.
• Para combater essas dores, você tem que fazer trabalho mental todas as manhãs , para que você possa encarar o dia com mais calma e equilíbrio.
• Você também pode realizar exercícios leves e harmoniosos, desenhando círculos com o pescoço. É uma prática que também trabalha com os ombros.

Dor no peito

Isso é mais precisamente chamado de zona dorsal, localizada entre as vértebras D1 e D12.
Representa uma grande parte de nossas costas, nossas costelas e nosso coração. É uma área intimamente conectada com nossas emoções.
Como nossas emoções afetam essa parte de nossas costas?
É muito fácil de entender, e certamente você já ouviu falar disso antes:
• Uma pessoa que é fraca, tem um mau estado mental ou se sente triste, é mais provável que olhe para baixo e tenha um eixo do corpo inclinado.
• Quando uma pessoa sofre dos males mencionados anteriormente, ela não faz nenhuma atividade física. Ela passa muito tempo sentada com o pescoço inclinado para a frente e o diafragma que não tem a agilidade que deveria ter.
• Tudo parece pesado para ele, sua respiração fica mais lenta, sua circulação sanguínea diminui e é possível que ela sinta dores de cabeça, problemas no estômago ou pressão no peito.
• Tudo isso deriva de um eixo postural incorreto e de uma sobrecarga da região dorsal. Portanto, é essencial gerar movimento em nosso corpo, caminhando ou nos expondo à luz do sol.
• Trazer o equilíbrio para as costas e se livrar de nossos pensamentos negativos são os dois principais fatores que ajudam a combater a dor nas costas.

Dor lombar

A região lombar das costas se estende da vértebra L1 até a vértebra L5.
Isso é muito propenso à inflamação, que pode resultar em dor ciática, ou até mesmo disfunção de órgãos importantes, como a bexiga ou os rins.
• Além de estar relacionada ao desgaste ósseo e posturas ruins, essa parte do nosso corpo também está conectada a emoções como medo, ansiedade e depressão.
• As pessoas afetadas por essas dores têm a impressão de ter o dorso cortado em dois pedaços.
Este é um problema que precisa ser abordado através de uma vida mais relaxada, auto-priorização e consulta com médicos especializados.
Se você sofre com esses males, tente encontrar um equilíbrio em seu mundo emocional.
Não se esqueça de fazer exercícios leves e harmoniosos todos os dias.
Consulte também um profissional de saúde para evitar que sua dor nas costas afete sua qualidade de vida.

Artigos que possam ajudar tambem :  Purificar sua casa!!   -  Adeus Sedentarismo!!

Suco de couve e maçã para combater a dor nos ossos - Artrite e Artrose

Suco de couve e maçã para combater a dor nos ossos da artrite e artrose O suco de couve é um excelente remédio caseiro para dor nos oss...